Pular para o conteúdo principal

Postagens

TROCA DE PADRÃO

Há algumas noites em que a minha mente fica rolando sobre o travesseiro, e num desses dias pensei o quanto a mídia tem falado cada vez mais sobre auto aceitação e a influência que os padrões criados pela sociedade impactou na vida das pessoas, em especial as meninas que estavam escondidas e agora graça ao apoio e intensificação do tema, estão assumindo o seu cabelo, seu corpo, suas escolhas, ou seja, sua verdadeira identidade. Mesmo que aos poucos, estamos começando a entender que o padrão que a sociedade criou, está muito mais interessada em vender cosmético, expandir o capitalismo do que retratar o valor real da beleza, por outro lado também vejo que estamos trocando um padrão por outro, deixa eu dar um exemplo: Por muitos anos a ditadura do cabelo liso permaneceu fixa sobre os nossos olhos, mentes e desejos, mas após passar pela transição capilar e assumir o cabelo natural já endeusamos aquele cacheado e crespo, aquele que mais uma vez a mídia usa para vender produtos, ou seja saímos…

EU QUERIA QUE FOSSEMOS HUMANOS

Eu queria que a gente entendesse que somos bem mais do que sobrancelhas perfeitas, olhos impecavelmente bem esfumados e delineados, peles lisas sem nenhuma imperfeição, corpos sedentos por beleza e status.
Eu queria que fossemos humanos. Humanos que estão cheios de manchas, feridas, cicatrizes e ainda assim Riem, brincam, se divertem. Humanos que cometem erros porque muitas das vezes estão altamente perdidos, mergulhados nas suas próprias bagunças e conflitos. Humanos que não negam sua dor, pelo contrário assumem elas. Humanos que independente das circunstâncias, ainda carregam dentro de si: sonhos, ideias e desejos. São tantas versões, mas em todas elas: humanos Nada mais do que isso.


PRAZER CABELO, EU SOU A INGRID

Quase todas as histórias de meninas que voltaram ao seu cabelo natural são parecidas, você já deve ter reparado, a minha não é diferente. Mas o que diferencia uma das outras é o que fazemos com essa história se usamos para extrair algo de bom ou se é apenas mais uma dentre tantas mudanças que teremos em nossas vidas, posso afirmar que o processo de libertação começou pelo meu cabelo, eu gosto muito de escrever, fotografar as coisas que já aconteceram comigo para nunca esquecer quem eu era e o que sou agora, e uma delas é relação ao meu cabelo, que durante a minha infância era chamada de Bombril, cabelo ruim, o azarado por que não era liso. Cresci acreditando nisso e durante muitos anos me olhava no espelho e não me reconhecia, eu era o que a mídia queria que fosse e de tanto querer que o meu cabelo fosse inserido no padrão da sociedade, ele foi danificado, para resolver isso, decidir usar tranças, e depois que conseguisse recuperá-lo, pensava vou voltar a alisar. Mas o que eu não sabi…

RESPEITE O SEU TEMPO

Alguns momentos da nossa vida nos estimulam a fazer um conjunto de questionamentos: Será que isso está me fazendo feliz? Esse é o lugar que almejei estar? Diante disso, escreva em uma folha todas as coisas que você considera importante na sua vida, desde o seu nascimento até agora, não me refiro a coisas ou a situações grandiosas, mas aquilo que é especial para você. No final leia, releia e veja o quanto você já caminhou, o quanto tem evoluído. Talvez tudo isso aparenta ser pouco ou até besteira, quando temos a chata mania de exaltar muito mais a conquista do outro do que a nossa, temos a sensação que estamos parados, enquanto todos ao nosso redor continuam se movimentando. Embora haja uma pressão do que devemos ser, como ser, cada um tem o seu próprio tempo, entender e aceitar isso é tão precioso, é um processo de autoconhecimento que precisa te encher de orgulho e confiança pela pessoa que você era, é, e está se tornando agora. Não são passos lentos, são os seus passos que te difere d…

SER MAIS DO QUE TER

Certo dia escutei em um programa de TV, a seguinte frase: 
- A vida é menos futuro e mais presente.
 Após isso, anotei no bloco de notas do celular e percebi o quanto estou o tempo todo depositando expectativas para o futuro, na minha cabeça a realização total da felicidade dependia dos próximos anos.
Não há problemas nenhum em ter sonhos, projetos, metas, no entanto tudo isso, juntamente com a sua vida profissional, amorosa, familiar, pessoal sempre estarão suscetíveis a mudanças, então elas não podem e nem deve te definir. Mas sem perceber elas nos definem, estamos sempre associando quem somos ao que temos, ou o que queremos ser, seja uma profissão, um relacionamento, um sonho. O SER mais do que TER, implica muito mais em não deixar que  as coisas que almejamos sejam maiores do que o que realmente somos, em não deixar que o fatores externos te consuma a ponto de pensar que sem isso, você não será nada. Sabe caro leitor, a gente nuca se dá conta do quanto já evoluímos , não percebemos que…

GENTE DE VERDADE

Doí muito sair nas ruas e sentir o egoísmo das pessoas, Doí ver tanto individualismo, Doí ver quantos corpos estão presos dentro de si mesmo, Tenho notado que as pessoas estão cada vez mais concentradas nos seus problemas, nas suas necessidades, dores a ponto de não enxergarem que ao seu redor, existe pessoas que também necessitam de ajuda, mas que muitas vezes se expressam de maneira diferente. A medida que se pomos no lugar do outro, enxergando também suas dores, feridas, inconscientemente também estaremos nos ajudando, compartilhar amor pode ser mais fácil do que a gente imagina, basta dividir um pouco do nosso corrido tempo escutando, abraçando, acolhendo ou simplesmente estando ao lado de alguém. Precisamos de pessoas que cuide de pessoas, de gente que chora, erra, grita, chora de novo, ri mais ainda e no final cuida, porque é isso que gente de verdade faz.





A NOSSA PAZ INTERIOR

Certas mudanças nem sempre são visíveis, principalmente as internas, as vezes nem as pessoas que convivem com a gente, percebe quando e como essa mudança começou. Ontem eu estava agradecendo por tudo isso, que para os outros só é aparentemente física, mas para mim é bem mais, eu estava tentando lembrar como isso aconteceu, como eu era antes e como esse processo vai continuar. A medida que eu achava que precisava dar três passos para frente, eu dava quatro para trás e então quando parei de contar, é que comecei a caminhar. Existem coisas que não são o que a gente espera, sonha, deseja e ainda assim acontece, e somente a partir disso notamos o quanto faz sentido. Não poderia ter dado tão certo se fosse de outra forma. Quando paramos de exigir a mudança e simplesmente deixarmos que ela aconteça naturalmente, sem pressa ou pressão, é que nos damos conta de que ela já foi realizada. A paz que tanto procuramos não está nas pessoas, na solução dos problemas, no amanhã, no tão sonhado futuro, e…